Arquivo da tag: Anos 1990

Dance Of Fire (1995) – Aziza Mustafa Zadeh

Padrão

Dance of Fire (1995) - Aziza Mustafa Zadeh

01. Boomerang
02. Dance of Fire
03. Sheherezadeh
04. Aspiration
05. Bana Bana Gel
06. Shadow
07. Carnival
08. Passion
09. Spanish Picture
10. To Be Continued
11. Father

Aziza Mustafah Zadeh, acertando os passos com seu pai, Vagif Mustafa Zadeh, que dispensa apresentações, também parece incorporar em seus trabalhos muito da música de sua terra natal, o Azerbaijão, o Mugam, senão do Folk Improvisacional Russo. E não apenas por isto, já que são virtuose de toda maneira, o nome desta família está mais que cravado no Jazz ocidental.

E se de seu pai saiu-se como uma pianista espetacular, de sua mãe vem a Aziza cantora. Neste álbum, por essência instrumental, as desculpas para trazer as vocalizações de Jazziza residem justamente na técnica, que faz de sua voz um instrumento como qualquer outro, muito bem percebidas em faixas como Bana bana gel e Carnival.

Neste álbum, Dance of Fire, então seu terceiro, lançado em 1995, outros nomes conhecidíssimos acompanham a Princesa do Jazz: Al Di Meola, talvez o melhor guitarrista do Fusion Jazz; Stanley Clarke, gênio do baixo elétrico e contra-baixo, dividindo o instrumento com Kai Eckhardt; Bill Evans no sax; e Omar Hakim na bateria. Se não só Aziza o faziam-no obrigatório, esta seleção, superbanda (de Jazz, veja só), tornam a coisa mandatória.

Contudo, Aziza ofusca estes nomes com seu virtuosismo. E falando em virtuose, ela seria despercebida, dada sua fluidez. Aliás, o tom neste álbum, combinando o Jazz Bebop com o Jazz Oriental, é justamente este, natural. Chega a ser estranho como a coesão da intertextualidade soaria comum ao ouvinte, em se tratando de Jazz.

Download:  Clique aqui

Anúncios

Come on Die Young (1999) – Mogwai

Padrão

mogwai - cody1. Punk Rock:
2. Cody
3. Helps Both Ways
4. Year 2000 Non-Compliant Cardia
5. Kappa
6. Waltz for Aidan
7. May Nothing But Happiness Come Through Your Door
8. Oh! How the Dogs Stack Up
9. Ex-Cowboy
10. Chocky
11. Christmas Steps
12. Punk Rock/Puff Daddy/Antichrist

Este é o segundo álbum de esúdio da banda escocesa; sombrio, “noir”, denso, pesado – alguns dos adjetivos mais usados acerca do Come on Die Young (também conhecido por CODY). Atenção na primeira faixa: o sample é da voz do Iggy Pop, falando sobre Punk Rock. Destaque para música “Christmas Steps”, de longe a mais fodona do disco. Outro dia eu posto aqui também o “Young Team”, outro excelente CD da banda.

Download: Clique Aqui

TNT (1998) – Tortoise

Padrão

TNT - Tortoise

  1. “TNT” – 7:33
  2. “Swung from the Gutters” – 5:52
  3. “Ten-Day Interval” – 4:44
  4. “I Set My Face to the Hillside” – 6:08
  5. “The Equator” – 3:42
  6. “A Simple Way to Go Faster Than Light That Does Not Work” – 3:33
  7. “The Suspension Bridge at Iguazú Falls” – 5:38
  8. “Four-Day Interval” – 4:45
  9. “In Sarah, Mencken, Christ, and Beethoven There Were Women and Men” – 7:29
  10. “Almost Always Is Nearly Enough” – 2:42
  11. “Jetty” – 8:21
  12. “Everglade” – 4:21

Este é o álbum que me fez – às 3h da madruga – pegar o telefone e ligar para o amigo que havia me apresentado a banda, dizendo: “Caralho, homem! Que som é esse?!”. As músicas são todas de uma criatividade e sensibilidade impressionante, a começar por minha predileta, que dá nome ao álbum, “TNT” – duas baterias que conversam maravilhosamente, do começo ao fim e os metais redentores nos últimos segundos, e as guitarras caminhantes. Este CD me traz de volta à cabeça muita coisa: momentos caros ao coração que, regados com este som, costumam emergir à superficie das emoções – carinhos, belezas e tristezas. Claro que tudo isso é muito meu. Mas o som é inegavelmente do caralho, seja como for.

Download: Clique Aqui

Zooma (1999) – John Paul Jones

Padrão

John Paul Jones - Zooma (1999)

01.  Zooma
02.  Grind
03.  The Smile of Your Shadow
04.  Goose
05.  Bass ‘N’ Drums
06.  B. Fingers
07.  Snake Eyes
08.  Nosumi Blues
09.  Tidal

Embora seja muito lembrado por seu trabalho junto ao Led Zeppelin, mesmo ali John Paul Jones aparece como figura menor entre um baterista incomparável, um guitarrista genial e um vocalista inusitado. Contudo, não fosse seu baixo preciso e de linhas já nada convencionais, nenhum destes elementos teria seu brilho tão fulgurante. Isto sem sequer considerar suas incursões por teclados e mesmo o bandolim ali na banda.

E ainda que sua carreira solo seja menos produtiva que de seus comparsas vivos, Page e Plant, há três álbuns primorosos no seu leque. Seu primeiro trabalho, uma parceria com Diamanda Gálas, musicista de vanguarda dona de voz única e arrebatadora, é mandatório. Deveria incorrer aqui pelo Boca, já que Gálas faz de sua voz instrumento, quem sabe caracterizando o trabalho verdadeiramente como instrumental.

Contudo, nosso foco é seu primeiro trabalho verdadeiramente solo, o álbum de 1999 Zooma. Gravado quase vinte anos após o fim do Led Zeppelin, sua sonoridade destoa do que um fã da banda esperaria. Jones além de evoluir sua técnica, acompanhou a história do Rock e manteve-se na crista da onda. Associações com Brian Eno, Peter Gabriel, R.E.M e até mesmo Foo Fighters marcaram este período, que com um empurrãozinho de Robert Fripp resultou neste trabalho de estilo composicional único, original. Com marcações rítmicas concretas, o que ainda mostraria onde Led Zeppelin é muito da influência de John Paul Jones e não o quanto este ainda é influenciado pela banda, Zooma trás algumas experimentações, dentro de uma trajetória corrida no Hard Rock, senão Heavy Metal, mas que tange vários outros estilos, desde o Folk e o Blues a um toque Heavy Prog, incluindo em algum momento também arranjos orquestrados.

Neste álbum, Jones não só mostra sua habilidade com o baixo, mas também senta ao órgão e lembra o bom multi-instrumentista que é. E se o problema era baixo, ele não só usa seis cordas, mas ataca mesmo em doze, como poucos poderiam fazer sem parecer apenas pomposo e desperdiçar o instrumento.

Download: Clique aqui

What Burns Never Returns (1998) – Don Caballero

Padrão

wbnr1

1. Don Caballero 3
2. In the Absence of Strong Evidence to the Contrary, One May Step Out of the Way of the Charging Bull
3. Delivering the Groceries at 138 Beats per Minute
4. Slice Where You Live Like Pie
5. Room Temperature Suite
6. The World in Perforated Lines
7. From the Desk of Elsewhere Go
8. June Is Finally Here

Músicos/Line-up:
Ian Williams – Guitarra
Mike Banfield – Guitarra
Pat Morris – Baixo
Damon Che – Bateria

Esse é o terceiro disco da banda Don Caballero (Pittsburgh,Pensilvânia) lançado em 1998 , ainda em sua primeira formação.

Uma viagem em que os aspectos da musica se inclinam sob o rítmo.O ruído assume um papel importante ,como reflexo da paisagem sonora totalmente ruidosa,rompendo com o discurso tonal.Uma brisa…

Download: Clique aqui