Arquivo do autor:Marcelo

Uakti Beatles (2012) – Uakti

Padrão

uakti e os beatles 1

1.Mother Nature’s Son
2.Get Back
3.A Day in the Life
4.With a Little Help From My Friends
5.Lucy in the Sky with Diamonds
6.Julia
7.Come Together
8.Here Comes the Sun
9.Dig a Pony
10.Across the Universe
11.For No One
12.She’s Leaving Home
13.Eleanor Rigby
14.Golden Slumbers
15.Ob-La-Di, Ob-La-Da
16.Something

Mais uma vez no blogue, o belo som da banda Uakti. Em 2013, o grupo completa 35 anos de estrada. Desde 1978 eles desenvolvem um trabalho singular ligado à música instrumental e à pesquisa de novas sonoridades, que incluem desde a concepção de novos instrumentos, sua construção, o desenvolvimento de técnicas para a execução, sua aplicabilidade dentro do universo da composição e o trabalho em conjunto visando a performance e gravações.

O mais recente trabalho da banda é Uakti Beatles, disco lançado no final de 2012. É uma tradução dos Beatles a partir de tudos de PVC, cabaças, marimbas,  apitos e diversos materiais inusitados. E, pela primeira vez, o grupo usa, o piano solo para conduzir uma melodia, de “Come Together” e a guitarra numa gravação, num solo em “Get Back”. Músicas dos Beatles com o jeito inimitável e original do Uakti. Para ouvir, é só clicar aqui!

Confira o making of do disco…

… e Here Comes fhe Sun

Synesthesia (2013) – The Kandinsky Effect

Padrão

cover_[plixid.com]

1.Johnny Utah
2.M.C.
3.Cusba
4.WK51
5.Walking…
6.Brighton
7.Left Over Shoes
8.Lobi Mobi/Hotel 66
9.Mexican Gift Shop
10.Lars Von Trier
11.If Only

Disco que acaba de ser lançado do trio formado pelo norte americano Warren Walker (sax/efeitos) e pelos franceses Gaël Petrina (baixo/efeitos) e Caleb Dolister (bateria/laptop). The Kandinsky Effect está na ativa desde 2007 e, nas palavras da banda, eles são “um trio de jazz pós-moderno à procura de novas maneiras de improvisar dentro da linguagem do jazz, misturando as fronteiras do jazz, rock, música eletrônica, hip-hop e sons experimentais para criar uma voz verdadeiramente singular dentro da música instrumental. A improvisação é sempre presente, e espontaneidade é fundamental.” Para conferir o Synesthesia, é só clicar aqui e ouvir!

 

Retrospectiva 2012

Padrão

2012 finda-se, mas não a música que foi produzida nele. Pra encerrar esse ano que foi ótimo pra nós, vamos colocar um link dos 92 discos que postamos durante o ano.
Desses 92 discos, 51 são nacionais e 41 internacionais,  que renderam quase 31 mil visualizações. O mês de dezembro, com mais de 3.500 visualizações, foi o que teve mais acesso. O dia com mais visitas foi o 16 de dezembro, com 297 e a postagem: Os discos brasileiros de 2012, foi a a mais visualizada.

Nesse ano, iniciamos também algumas entrevistas além de só postar os discos. As entrevistas foram feitas com Alex Cruz, músico e produtor, que estreiou as sessões falando sobre o disco novo do Mama Gumbo, Thiago França, sobre o projeto Sambanzo, com os cariocas cabeçudos do Chinese Cookie Poets, atravessando fronteiras e trocando uma ideia com os argentinos no Go Neko!  e novamente com o inquieto Alex Cruz e seu Dharma Samu.

Saimos de 2012, tentando de alguma forma somar com a música; seja ele instrumental, nova, antiga, brasuca ou gringa. Voltamos em 2013 com mais força, novidades e dispostos a trocar com todo mundo!
Grande abraço e ótimo ano pra todos nós!!

Boca Fechada
(Marcelo e Eduardo)

ps: E seguem os links:

Janeiro:

Fevereiro:

Março:

Abril:

Maio:

Junho:

Julho:

Agosto:

Setembro:

Outubro:

Novembro:

Dezembro:

Com Muito Ritmo (1972) – Boogaloo Combo

Padrão

front

 

1.Nappy Head (tema de “Guetto Man”)
2.Ain’t That Loving You (for more reasons than one)
3.Way Back Home
4.Ebony Eyes
5.Goza Negra
6.Theme From The Music Lovers
7.Hot Pants Road
8.Put It Where You Want It
9.Suavecito
10.Rock And Roll Lullaby
11.Un Rayo de Sol
12.If You Could Read My Mind

Para finalizar muito bem o ano, mais uma raridade da música brasileira pintando no pedaço. Com muito Ritmo, de 1972,  é o segundo de três discos lançados pela banda Boogaloo Combo. O álbum é uma mistura de música latina, soul, funk com uma certa dose de romantismo. É música de gente grande, daqueles discos pra ouvir e sair bailando! Só clicar aqui e mexer o esqueleto!

Fernando Catatau – Ao vivo Instrumental Sesc Brasil (2010)

Padrão

folder

1.Chega!
2.Tempo Estranho
3.Poeira
4.Charlando no Espaço
5.Música Lenta
6.Bluseiro Lerdo
7.Olhos Abertos
8.Biscoito
9.Sangue de Zahle

Fernando Catatau, guitarrista da banda Cidadão Instigado, e também, um dos mais requisitados guitarristas do Brasil, tem trabalhos com Otto, Arnaldo Antunes, Coletivo Instituto, Los Hermanos, Céu, Vanessa da Mata, Siba e outros. Um dos seus trabalhos, o que temos aqui, é sua apresentação no Instrumental Sesc Brasil, programa da SescTv, realizada em 20 de setembro de 2010. Além de Catatau, a banda é formada por Regis Damasceno (baixo – Cidadão Instigado),  Samuel Vieira (bateria – Coletivo Instituto) e Clayton Martin (percussão/guitarra digital – Cidadão Instigado).

A partir do momento em que se aperta o play, já se reconhece o som peculiar e bem característico que Catatau faz em sua guitarra. Ele é um dos poucos músicos que tem sua marca, é só tocar pra saber que é ele. E neste trabalho, a psicodelia rola solta, mais ou menos um post-rock tropicalista com melodias fortes e solos de guitarras bem marcantes.  Para ouvir, só clicar aqui! Recomendadíssimo!

É fácil encontrar toda apresentação e entrevistas no YouTube.

Preto de Cabelo Branco (2004) – Três de Paus

Padrão

tres de paus

1.Abertura
2.Jazz for Joe
3.L.A.
4.Pegando carona
5.Samba pro 6
6.Grooveando
7.Guanabacoa
8.Tem “mel” la em casas
9.Friendship
10.Nunca no um

Três de Paus é um trio instrumental que está na ativa desde 2002 formado por Maurício Caruso (guitarra), Ximba Uchyama (baixo) e Douglas Las Casas (bateria). Nas palavras da banda: “Não tocamos apenas Jazz, Funk, Música Latina ou Música Brasileira, não gostamos de rótulos, por isso o que tocamos deve ser chamado de MÚSICA INSTRUMENTAL, mas sempre trazendo tudo do “BRASUCA”, com o tempero do nosso Samba, Baião Maracatu entre muitos outros ritmos, pois desta forma podemos levar Música Instrumental Brasileira conhecida como MIB e mostrar a verdadeira arte de se tocar um instrumento, sem rótulos ou preconceitos.”

O disco Preto de Cabelo Branco foi lançado em 2004 e conta com várias participações: Márcio Negri (Sax Tenor), Adriano Magoo (Sanfona), Léa Freire (Flauta), Marcelo Martins (Sax Soprano), Marcelo Maita (Piano Rhodes), Yaniel Matos (Piano), Bocato (Trombone), Daniel Alcântara (Trompete), Walmir Gil (Trompete e Flugelhorn), Tubarão (DJ) e Tiago Costa (Piano). Para ouvir esse belo disco da música instrumental brasileira, é só clicar aqui!

 

Bud Shank & His Brazilian Friends (1965) – Bud Shank, João Donato e Rosinha de Valença

Padrão

bud-shank-joc3a3o-donato-bud-shank-his-brazilian-friends-1964-pacific-jazz

1.Sausalito
2.Minha Saudade
3.Samba do Aviao
4.It was Night
5.Silk Stop
6.Caminho de Casa
7.Um Abraco no Bonfa
8.Once I Loved You
9.Sambou, Sambou
10.Tristeza em Mim

Este é mais um exemplo de disco da música brasileira que faz sucesso no exterior e repercute pouco em solo nacional. O álbum de 1965 marca o encontro do saxofonista e flautista norte americano Bud Shank com o João Donato (piano) e Rosinha Valença (violão). E completando o timaço: Sebastião Neto no baixo e Chico Batera na bateria.  Vale a pena conferir, só clicar aqui!

Capa da versão brasileira do disco:

1200734142_budshankelenco