Arquivo diário: março 29, 2012

Gençlik Ile Elele (1970) – Mustafa Ozkent Orchestra

Padrão

1. Uskudar ‘a Giderken
2. Burkac Tarlalari
3. Dolana Dolana
4. Karadir Kaslarin
5. Emmioglu
6. Zeytinyagli
7. Silifke
8. Lorke
9. Ayas
10.  Ayas Yollari

Dizem por aí que música boa é pra ser compartilhada né? Ouvi duas vezes esse disco e ele me chocu nos primeiros 30 segundos. Groove pesado e lapidado. Todos os créditos, da apresentação da resenha são do Benedito Cardoso Rapé, vulgo Márcio Bonini, percussionista de uma banda que faz referêcia ao som da Mustafa Ozkent Orchestra, o Mama Gumbo. O som de Gençlik Ile Elele é hipnotizante.
Segue o post do Benedito Cardoso Rapé, no blogue Periecos Brechó:

“Mustafa Ozkent começou sua carreira como músico em 1960 com sua banda de jovens “Teenagers”, localizado em Ancara. Foi chamdo assim, porque nenhum membro foi mais jovem de 19 anos. Mais tarde, ele formou sua própria banda, a “Mustafa Ozkent Orkestrasi” e cortar alguns singlese este LP. O LP “Elif parece ser um trabalho solo de Ozkent, apenas como o seu nome está na capa.

Ozkent era um músico de estúdio exigiu, também. Por exemplo, ele participou da dança do ventre álbum Turkbas Ozel “Alla Turca, – a maneira turca com Ozel”. (Ay-El Records 2982, 1975). Ele também é conhcido como um compositor e arranjador. Seu último LP Dijital gitar “Foi lançado em 2005”. Akin Erkan.

“Gençlik Ile Elele” é um a estranha combinação de A-GO-GO, Funk, Psicodélico, Improvisação solto sem prévias também melodicamente idéias estruturadas, como base em um estilo Folk Anatolian crossover inspirador. Muito “ocidentais”, e ao mesmo tempo exóticos. Uma verdadeira peça rara”

Pedrada!!

Anúncios